segunda-feira, 15 de setembro de 2008

reflexivo

um homem nu era o que via. cada parte, cada detalhe.
mesmo assim não sentiu nada. absolutamente nada.

o espelho dizia a verdade.
somente a verdade.
nada mais que a verdade.